Arquivo para glicose

Lactose, não pode !!!!

Posted in dica with tags , , , , , , , , on junho 29, 2008 by dr.lichtenstein

Intolerância à lactose

O leite é um alimento básico da dieta, especialmente para as crianças. Graças a ele e a seus derivados obtemos o aporte mais importante de cálcio para o organismo. Entretanto, cerca da metade da população mundial não pode desfrutar de seus benefícios devido a algum grau de rejeição aos laticínios.

A incapacidade do organismo para processar o açúcar que o leite contém, chama-se “intolerância à lactose”.

A razão para que o corpo não consiga processar a lactose é a falta de uma enzima produzida pelo organismo e que digere este açúcar.

Como conseqüência, entre meia e duas horas após o consumo do leite ou seus derivados, se apresentam os sintomas da intolerância: diarréia, inchaço, náuseas, gases e cãimbras estomacais.

Não ao leite, sim ao cálcio

Entretanto, a intolerância a lactose não se manifesta igualmente em todos os pacientes.

Às vezes, pequenas quantidades de leite bastam para produzir as reações e, em outras ocasiões, os incômodos manifestam-se com ingestas maiores ou só frente a certos produtos lácticos.

A nutricionista da Associação Chilena de Segurança (ACHS), Ernestina Yánez, explica que o momento de ir ao médico é quando a ingestão de um produto láctico está relacionada com algum dos sintomas descritos.

A especialista esclarece que atualmente a intolerância a lactose não causa transtornos importantes na dieta das pessoas, devido a que existem outros produtos por meio dos quais é possível se obter o aporte necessário de cálcio: legumes, gema de ovo, algumas verduras e frutas (agrião, figo seco, amêndoa, cebola, etc …)

Além disso existem outras alternativas para substituir o leite em nossa dieta. Por exemplo, o leite de soja é comercializado atualmente e sem necessidade de prescrição médica.

Por quê ?

Os pesquisadores estudam as razões que originam a deficiência do organismo em produzir a enzima responsável para processar o leite.

Acredita-se que entre os motivos estão:

  • Lesões no intestino e algumas doenças digestivas que diminuem os níveis da enzima;
  • Causas genéticas (a intolerância a lactose é mais freqüentemente encontrada nos asiáticos, negros e indígenas norte-americanos e mexicanos)

Diagnóstico

Para diagnosticar um problema de intolerância a lactose, a comunidade médica utiliza três métodos:

  • Teste de intolerância a lactose: o paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, durante as horas seguintes, amostras de sangue do paciente indicam os níveis de glicose.
  • Teste de hidrogênio na respiração: se toma uma bebida com uma alta quantidade de lactose e se analisa o hálito de tempo a tempo. Se o nível de hidrogênio aumentar significa um processamento incorreto da lactose no organismo.
  • Teste de acidez nas fezes: quando a lactose não é bem digerida, são produzidos ácidos que podem ser detectados nas fezes.

Parece que não tem, mas tem

As pessoas que têm um alto nível de intolerância a lactose devem prestar atenção aos alimentos que, mesmo que em concentrações baixas, contenham lactose. Alguns são:

  • batatas, sopas e desjejuns instantâneos;
  • temperos para as saladas;
  • balas e outros doces;
  • misturas para bolos e biscoitos;
  • adoçantes dietéticos em formato de comprimidos.
Anúncios

A diabetes é crônica

Posted in dica, doença with tags , , , , , , , , on maio 8, 2008 by dr.lichtenstein

Diabetes é uma doença crônica

Por algum motivo o pâncreas deixa de fabricar a insulina necessária para fazer a glicose entrar na célula e, assim, alimentá-la. Sem glicose as células ficam famintas e, começamos a sentir muita fome. Ao mesmo tempo, como a glicose não entra na célula, ela fica sobrando no sangue, o que faz com que transborde na urina, nos levando a urinar muito também e a sentir muita sede.

Algumas pessoas desenvolvem diabetes após doenças no pâncreas. Outras pessoas (a grande maioria) desenvolvem diabetes e não conseguimos descobrir a causa. Mas, sabemos que em qualquer das situações, o pâncreas não está funcionando corretamente. Seja não fabricando nenhuma insulina (diabetes insulino-dependente), seja fabricando pouca insulina ou uma insulina fraca (diabetes não insulino-dependente).

A diabetes é uma doença crônica. Ela não tem cura mas tem controle com o uso da medicação correta.

O não controle da diabetes leva a pessoa a um processo de envelhecimento rápido, com falência de órgãos importantes como rins, olhos, cérebro pois o excesso de glicose na circulação promove lesão de pequenos vasos sanguíneos que pode ocorrer em qualquer órgão do corpo.

Por isso, cuide-se. Tome sua medicação corretamente, faça dieta, evite açúcares, doces, etc. Coma verduras, legumes, saladas, cereais, alimentos integrais e não deixe de realizar atividade física.

Alimentos que precisam ser EVITADOS:

  • Açúcar, balas, chocolates, bombons
  • Vinhos, doces, champanha
  • Bolos, tortas
  • Refrigerante e sorvete
  • Mel, geléias
  • Cerveja
  • Alimentos fritos

Alimentos PERMITIDOS sem restrições:

  • Cominho, louro, oréganos
  • Café e chá (sem açúcar)
  • Limão
  • Salsa
  • Salsão
  • Alho
  • Cebola
  • Vinagre
  • Pimenta
  • Carnes e peixes devem ser cozidos, grelhados ou assados
  • Verduras devem ser preparadas sem gorduras ou farinha