Pressão alta, risco de vida

A hipertensão é um problema

Inimiga silenciosa. Assim é conhecida a hipertensão arterial, o principal fator desencadeador de doenças cardiovasculares, por sua vez, a principal causa de morte no mundo. Estima-se que mais de 21% da população com idade de 18 anos ou mais seja hipertensa, o que representa cerca de 26,5 milhões de pessoas no Brasil. No dia 26 de abril, instituído como o Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial, especialistas alertaram sobre a conscientização da população sobre os riscos da doença. A preocupação dos profissionais de saúde é tão grande que eles dividem a população em três: os hipertensos, aqueles que não conseguem controlar o distúrbio devidamente e aqueles que não sabem que sofrem do mal.

A incidência da hipertensão tem uma relação muito forte com o histórico familiar e fatores como excesso de peso, abuso de álcool, fumo e sedentarismo. “A pressão arterial alta não tem cura, mas pode ser controlada”, segundo comunidade médica. Assim, algumas mudanças de hábitos podem ajudar a manter a saúde dos hipertensos.                                                                                                        

Até em crianças

De acordo com as sociedades brasileiras de cardiologia e de hipertensão, o distúrbio afeta mais de 50% dos idosos e, atinge ainda, 5% das crianças e adolescentes do País. Segundo a nefrologista Rejane de Paula Meneses, do Hospital Pequeno Príncipe, estudos epidemiológicos têm apontado que no Brasil a prevalência de hipertensão arterial em crianças com faixa etária de quatro a seis anos está entre 6% e 8%. Atualmente, considera-se obrigatória a medida da pressão arterial a partir de três anos de idade, anualmente, ou antes dessa idade, quando a criança apresentar antecedentes de doenças renais ou fatores de risco familiares. As principais causas de hipertensão arterial em crianças, de acordo com a médica, são de origem secundária, como as doenças renais ou inflamatórias e a estenose da artéria renal, entre outras. “Atenção especial deve ser dada à presença de fatores de riscos, como história familiar, obesidade e sedentarismo”, alerta a nefrologista.

A falta da cultura da prevenção é o principal motivo dos números continuarem alarmanou qualquer outro sintoma que atrapalhe o dia-a-dia, a pessoa não procura um médico e, portanto, não trata do problema”, observa Marcos Bubna, chefe do departamento de Cardiologia do Hospital Cardiológico Costantini. Assim, um simples check-up pode ajudar uma pessoa a se salvar, antes da ocorrência de complicações cardiovasculares.

Cuidados para sempre

A partir do diagnóstico da doença, medidas simples de prevenção já conhecidas pela maioria das pessoas podem ajudar a controlar a pressão arterial. Basta adotar uma dieta com baixos índices de gordura e sódio (sal) e rica em potássio, além de exercícios físicos regulares, controle de peso e auxílio de medicamentos prescritos por médicos.

O acompanhamento médico é imprescindível, uma vez que alguns remédios podem colaborar no aumento da pressão arterial -especialmente os corticóides, antiinflamatórios, anticoncepcionais e anorexígenos. De acordo com o médico, os corticóides aumentam a retenção de líquido e de sal no organismo, o que pode elevar a pressão arterial.

Quem tem pressão alta precisa ter cuidados para toda a vida. Não fumar, ter acompanhamento médico, remédios adequados, alimentação controlada, exercícios físicos e controle do estresse devem ser medidas de ordem para o paciente. Devido à falta de sintomas, alguns pacientes acreditam que basta tomar uma cartela de remédios, que está tudo resolvido. Mas, o medicamento nunca pode ser abandonado.

Enquanto isso, a medicina continua avançando no esforço de descobrir novas maneiras de prevenir e tratar a hipertensão. Uma das novidades está na genética. Estudos caminham para que, em um futuro breve, o mapa genético do paciente mostre se ele apresenta uma tendência à doença, facilitando a antecipação de medidas preventivas, e, assim, quais os medicamentos mais indicados no tratamento.

Dicas para combater

  • Manter o peso ideal;
  • Praticar atividade física regularmente;
  • Reduzir o consumo de sal;
  • Ingerir bebidas alcoólicas com moderação;
  • Seguir uma dieta saudável;
  • Checar sempre a pressão arterial e consultar um especialista;
  • Não fumar;
  • Tentar reduzir os níveis de estresse.

Números que valem

Anualmente, quase 300 mil pessoas morrem no Brasil de doenças cardiovasculares, mais da metade decorre da pressão alta.

A pressão alta atinge 30% da população adulta brasileira, chegando a mais de 50% na terceira idade e está presente em 5% das crianças e adolescentes brasileiros.

A pressão alta é responsável por 40% dos infartos, 80% dos acidentes vasculares cerebrais (AVC) e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

Em apenas 29% das consultas médicas no Brasil se faz a medição da pressão.

Apenas 23% dos hipertensos controlam corretamente a doença. 36% não fazem controle algum e 41% abandonam o tratamento após melhora inicial da pressão arterial.

About these ads

15 Respostas para “Pressão alta, risco de vida”

  1. levei minha mãe pro pronto socorro com uma hemorragia que saia pelas vias nasais e oral, a pressão dela estava a 23 deram os primeiros socorros e quando estava tudo bem encaminharam ela para um cardeologista e indicaram um remedio para pressão para que ela tome até ir ao cardeologista, só que ela não quer tomar alegando que já toma outros remédios, oque fazer com uma pessoa que não tem noção do mal que carrega e não quer se cuidar!

  2. dr.lichtenstein Diz:

    A pressão alta não tratada vai fazer com que os órgãos que recebem o sangue, recebam o sangue com uma pressão elevada. Isso faz com que os nossos órgãos sejam destruídos e gerando diversos problemas.

    Procure um médico para orientá-la quanto ao uso correto das medicações que foram prescritas para ela. Talvez sua mãe leve mais a sério as palavras do médico do que as suas palavras, pois carregam um efeito psicológico mais forte.

    Procure ser paciente e tente reverter essa situação.

    Desejo muito força para você !

  3. Francisco Renato 39anos Diz:

    Meu nome é Renato, tenho 39 anos, sou DJ e trabalho na noite em boate.
    Após um diagnóstico foi descoberto que estava com pressão alta “23×12″, desde então tomo remédio controlado “captopril”. Mudei completamente o meu hábito alimentar, larguei o álcool e o tabagismo.
    Minha dúvida é a seguinte: por ser DJ pergunto, ofato de eu trabalhar com som alto pode alterar ou não a pressão arterial? aguardo respoetas .Cotia,04 agosto 2008

  4. oi tenho 22 anos e engordei muito nos ultimos anos porq comecei a tomar anticoncepcional, e agora estou com a pressão alta,estou tomando remedio para controlar, a minha pergunta é…. se eu emagrecer sera q baixaria a pressão e eu ficaria livre desse mal????

  5. Francisco,

    O som alto não aumentará sua pressão, mas se esta atividade é estressante para você, então aumentar sim.

    []‘s

  6. Kety,

    Cuidar da alimentação é fundamental para prevenir ou controlar a hipertensão. Muito sódio (sal) na comida provoca retenção de líquidos, o que pode aumentar a pressão. O excesso de peso também sobrecarrega o organismo e pode provocar hipertensão. Mais de duas doses de bebida alcoólica por dia podem elevar a pressão. Sem exercícios regulares, o coração, os vasos sangüíneos e os músculos perdem o tônus, o que também pode afetar a pressão.

    Além da alimentação errada e do sedentarismo, há outros fatores de risco que podem ser controlados: a mulher que fuma e usa anticoncepcionais está mais sujeita a ter pressão alta e a doenças cardiovasculares.

  7. fabiola galdino Diz:

    Ola eu curti o site sim !
    eu tenho 18 anos e sofro com os dois tipos de pressao ! e complicado as vezes acho q estou louca .. pesso ajuda pra quem entender me mandar um email !
    pois estou sofrendo muito com isso! fabiolagaldino1234@hotmail.com

  8. PAULO ROBERTO Diz:

    Tenho 49 anos, casado, pai de cinco lindas meninas, pratico esporte regularmente tipo futebol e volei, nao bebo, nao fumo, nao faço loucuras com minha saude, porem, ultimamente tenho tido fortes dores na nuca no lado direito do pescoço e muita dor de cabeça. Fui media a pressao e ela estava a 15 x 10 . Tenho tomado muita dipirona pra ver se alivia a dor , mas tem dias, que nao adianta. Pergunto, que medicaçao devo tomar que nao seja tao perigosa pra minha saude, ou , que posso fazer para controlar estes picos de alta de pressao???
    Agradeço antecipadamente sua resposta
    Paulo Roberto

  9. VERA MANOEL Diz:

    Descobri ha uns 2 meses que sou hipertensa,mas tambem ja sentia os sintomas ha anos isso prejudicou ainda mais ?ou posso reverter essa situação estou tomando Etonolol todos os dias,me sinto melhor agora!
    Grata,

  10. ADELMO CARVALHO Diz:

    SOU HIPERTENSO, TOMO TODOS OS DIAS O CAPTOPRIL, MAS QUANDO PRATICO ESPORTE A PRESSAO AUMENTA PRECISO DEIXAR DE PRATICAR PARA QUE REGULE.

  11. Tenho 35 anos, e a 8 meses tenho tido picos de pressão, já fiz vários exames e nada foi diagnosticado, na maioria dos dias minha pressão fica normal, mas de vez enquando ela aumenta derrepente, já chegou a 20×11. O que devo fazer, pois essa expectativa de um novo pico de deixa angustiada!

  12. Tenho 42 anos,e estou sentindo uma dor na nuca que nao me abandona de forma alguma,tomo um remedio para controlar a pressao.Angipress-cd de 25mg.Mas mesmo assim minha pressao sempre esta 18×12 ou 9×6.me sinto mal de repente fico tonta.Fiz um mapeamento estou aquardando o resultado.

  13. pode ser nervosismo de momento….isso eh normal, desde que ela abaixe rapidamente….

  14. Aline ….eh normal se vc tiver nervosa ou ansiosa com alguma coisa momentanea….pode ser tensao momentanea, isso faz com que ela suba rapidamente e depois da tensao abaixa rapidamente tbm…

  15. MArinalva…..se vc estiver normal tranquila e ah pressao tiver assim é bom mudar habitos alimentares se nao abaixar, deve procurar um medico…..(alimentaçao ajuda muito e praticar atividade fisica pra que ah arteria se acalme)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: